29 de março de 2005

Juizos

“Porque Deus há de trazer a juízo toda obra, e até tudo o que está encoberto, quer seja bom, quer seja mau.”(Eclesiástes 12:14)
O fim de tudo, de todo saber
É temer e guardar os mandamentos de Deus.
É firme dever de todos os seus
A sério levar os juízos de Deus
Pois toda a justiça Ele há de há de cumprir
Para a luz apontar o que haja oculto.

Seja bem, seja mal,
Seu conselho final:
A justiça no mundo.
Seja bom, seja mau,
Seu juízo final:
A justiça do mundo.

Adriano Estevam e Joe Edman

24 de março de 2005

Em nossos dias

Em nossos dias,
Andamos marcados
Chorando, coitados,
Querendo entender,
Quanta injustiça no ar!
Como lutar? Como vencer?
Se a maldade impera e corrompe.
Como fazer pra reverter?

E nestes dias
Andando perdidos,
Semblantes sofridos
Distantes de ver
Ver a justiça voltar
Pra restaurar, reconstruir
E tudo então se curar.
Pelo olhar.


Adriano Estevam e Joe Edman

19 de março de 2005

Impunidade

Nesses tempos de adversidade
E o inimigo oculto a se opor
A nação que grita "impunidade"
Pela ausência da justiça e do amor...

Nesses tempos, quando tudo falhar
Teu poder se renova em nós
Tua virtude a se manifestar
Pra ergueros bem alto a voz

E gritar vitória...


Adriano Estevam

14 de março de 2005

Vamos mudar

Crianças que buscam nas ruas
Seu pão pra comer
Que fazem das praças e pontes
Lugar de dormir
Que acordam todos os dias
Sem ter nem o que vestir
A fome, a miséria, a solidão
São o seu jeito de viver.

Isso tem que acabar vamos mudar
Dar as mãos é o que nos temos que fazer
Só Deus é a solução que a nossa fé deve firmar
E acreditar em um novo Brasil.


Clarindo Júnior

8 de março de 2005

Corpo e alma

Há um profundo desejo em nossos corações
Para que seja firmado um compromisso de um cristão
Só uma simples promessa não basta
Tem que haver sacrifício de graça
Tem que morrer para o mundo
E só viver pra serví-Lo

De Corpo, alma, coração e mente vamos adorar !
É necessário viver pro Senhor
Ter nossas vidas inteiras ao Seu dispor.


Joaci Júnior e Joe Edman

1 de março de 2005

Quando as águas

Quando as águas de março chegarem
Ou o vento do outono soprar...
Ao olhar, vou notar que sozinho eu estou
E perceber que simplesmente, sem Tí nada sou...

Quando a sombra da noite tentar se apoderar
E a brisa mais fria ficar...
Vou correr, Te encontrar e ao Teu lado ficar
Pois eu Te amo, jamais permita te abandonar...

É tão difícil caminhar sem Teu braço a me amparar
Pois Teu caminho é o meu caminho
O Teu olhar é a minha luz.

De Tuas palavras eu me alimento
Enquanto descanço à sombra da cruz,
Não posso andar nem respirar sem tí... Jesus.

Quando as águas de março chegarem...

Adriano Estevam e Joe Edman
Os comentários aqui postados podem ser citados desde que se mencione junto o autor - no caso eu - e se coloque junto um link para este site ou o permalink para a página de postagem correspondente.