30 de setembro de 2005

Vagalhões

Eu quero mais que mãos levantadas sem nada dizer
Que o vazio do olhar que insiste não ver
Eu quero mais que o rumo dos pés sem caminhar
Que as canções sem norte nem intenção

Quero mais que assistir Tua manifestação
Quero participar do mover da Tua mão
Quero entender o Teu proposito e querer pra nação
E discernir a Tua voz, Teu falar de trovão

Eu quero agir, em resposta ao Teu chamado
Ser resposta a quem por Teu nome chamou
Quero dar rumo a estes pés sem caminhar
Quero acampar onde respousa a Tua voz

Tu és a voz entre os trovões
O Vagalhão dos vagalhões do mar

Adriano Estevam

O Trabalho II

Ainda não estou conseguindo sair do lugar. Muita coisa pra fazer, pra pensar, atualizar, resolver. Muito trabalho mesmo e pouco tempo pra dedica a este disco. A coisa tá feia mesmo. Estou desenvolvendo o site de Jorge Camargo (www.jorgecamargo.com.br), arrumando o meu (www.topwise.com.br), atualizando o do BBC (www.bbcweb.com.br), desenvolvendo o novo design e o novo engine para o site da Jocum (www.jocum.org.br), estudando novas tecnologias pra não ficar pra tráz (web standards, ajax, PHP, MySQL, FireBird, Delphi 2005, .NET) e ainda desenvolvendo 3 sistemas em Delphi e 2 em PHP. Tudo ao mesmo tempo agora.
Os comentários aqui postados podem ser citados desde que se mencione junto o autor - no caso eu - e se coloque junto um link para este site ou o permalink para a página de postagem correspondente.