26 de julho de 2005

Aprendiz

Tudo que eu penso
Ou escrevo aqui
Qualquer coisa
Já passou pelas penas
Dos poetas
Faço disso meu álibi
Minha redenção

25 de julho de 2005

Tristeza

Estou num pesadelo.
A cabeça doi.
Vejo minha vida
Indo como a areia
Da ampulheta azul
Em cima do piano.
Me sinto inútil.
Derrotado
Pela gravidade
Que suga a areia
Da ampulheta azul
Em cima do piano.
Preciso dormir e sonhar,
Acordar, levantar e viver.
Não consigo nem deitar,
Tamanha a inquietação.
Preciso deixar o passado.
Areias que já se foram.
Não consigo me ajustar.
Dentro da ampulheta
Que quando invertida
Tudo repete.
E volta na mente.
Estou num pesadelo.
Alguém me tire daqui.

Joe Edman

21 de julho de 2005

Tempus fugit carpe diem (O Tempo 1)

Consigo lembrar detalhes
Nos tempos passados
Das minhas infâncias

Consigo ouvir a voz
Dos meus amigos meninos
Das algazarras no pátio
Do futebol na praia
Na hora da aula

Consigo ver a imagem
Meu pai e seus sermões
No púlpito pra todos
No sofá só pra mim
Como se fosse agora

Só não consigo entender o tempo
Que congela em nós as memórias
Com mesma rapidez que envelhece
Tão desapercebidamente
Que ainda nos sentimos jovens

Quero conseguir ser como criança
Por dentro
Sempre

Joe Edman

O Trabalho I

Devido ao número de serviços simultâneos que estou desenvolvendo somado a um conturbado fim de semestre na faculdade, no momento não estou tendo muito tempo para me dedicar ao trabalho da pré-produção do CD. Mas trabalho é pra isso mesmo! Para ganhar dinheiro e assim poder ter condições para dar prosseguimento à produção do CD. Orem por mim!

8 de julho de 2005

6 meses

Foi quase que uma surpresa. De repente, por volta do meio-dia, o telefone toca. Iêda. "Hoje fazemos seis meses! A gente não vai comemorar?" disse ela. Puxa! Como o tempo passa! E comemoramos! Fomos almoçar juntos. E foi super-legal. Um almoço maravilhoso no Restaurante de Marlene Marinho.
Estas coisas marcam. Como ficou marcado o dia em que começamos. O dia que viajamos pra Fortaleza ou pra Salvador. Cada dia tenho uma surpresa com Dona Iêda.
Só acho que esse negócio de comemorar tudo tá é me engordando de novo. Mas isso eu vou resolver.
Os comentários aqui postados podem ser citados desde que se mencione junto o autor - no caso eu - e se coloque junto um link para este site ou o permalink para a página de postagem correspondente.