20 de abril de 2005

Louvar a Deus

Quando eu canto
Elevo a Deus a minha alma
Quando eu canto
Eu mostro o que há em mim
Abro meu coração aos pés do Pai
E derramo meu louvor
Toda minha adoração

Louvar a Deus é mais do que palavras
Louvar a Deus é mais do que cantar
Uma canção só fala realmente
Quando o coração sente
Que se vive em comunhão

Joe Edman

15 de abril de 2005

Fechado pra balanço...

Antes de começar, um comentário... porque será que eu só venho aqui dizer alguma coisa quando não estou bem? Isso aqui parece confessionário ou santo... onde só se vai quando se precisa de algo... bom... mas deixa isso pra lá...

Eu fico tentando me entender! Alguém aí consegue se entender? Acho que se entender, se conhecer deve ser a busca de todo ser humano. Pelo menos uma vez por ano parar pra fazer uma faxina interna e rever a vida e arrumar a casa... eu faço isso só quando acontece algo muito forte ou, como agora, quando vai chegando meu aniversário... acho que é essa proximidade de se oficializar que você está se tornando mais velho... 31 anos... te faz pensar...

A vida que viví até aqui foi boa? O que fiz de bom? Em que tenho melhorado o mundo? O que realmente importante eu fiz? O que as pessoas realmente pensam de mim? E meus familiares? E minha namorada? E os próximos de meus próximos? E a comunidade?

Geralmente não ligo pro que as pessoas pensam de mim! Mas nessa hora... hora de fechar pra balanço... eu realmente analizo... gosto de algumas coisas... mas da grande maioria das coisas que eu vejo eu não sinto muito orgulho... isso deve ser porque quem está comigo o tempo todo realmente e vê o que eu realmente penso das coisas sou eu mesmo... não sei... mas é isso... eu tento "sair de mim" para me ver pela ótica de uma outra pessoa... como se isso fosse possível...

O resultado é que eu fico triste por uns tempos quando isso ocorre! Acho que não estou satisfeito comigo! Acho que deveria melhorar! E preciso mesmo! Quem não precisa? E você? Quando parou pra pensar sobre sí mesmo! Como diz o poeta e pastor Caio Fábio "rever minha vida, medir os meus atos..."

14 de abril de 2005

Tua unção

Tua unção é como a água,
Umedece meu coração.
É vertente que refresca
E fértil torna minhas mãos.
Que dá fruto ao meu trabalho
E trás sentido ao meu suor.
Que revolve a minha fé
Até eu pronto estar.
Tua unção é o que eu preciso
Pra ao Teu lado sempre caminhar.

Tua unção é como um sêlo
Que assina meu coração.
Me separa como um servo
E marca Tua possessão.
Que dá fruto ao meu trabalho
E trás sentido ao meu suor,
Que apena minha fé
Até provado estar.
Tua unção é tua presença viva
Onde quer que eu caminhar.


Adriano Estevam e Joe Edman

8 de abril de 2005

Voa

Voa,
Risca o céu, mostra o teu cantar
Enche de alegria na harmonia
Teu voar...

Voa,
Mesmo que o céu não seja mais tão azul
Pois Deus, que te criou, nunca mudou...
Nao mudará,

Voa,
Ligeiro vá,
Que o perigo está no ar
Voa feliz, despreocupado,
Pois Deus que te tem alimentado
É feliz ao te ouvir cantar.

Samuel Sampaio e Joe Edman

2 de abril de 2005

Abrigo

Sim, o tempo já passou,
As núvens negras já se foram
E o vento tão raivoso
Agora gracioso canta
Sussurra melodia de paz.

Sim, eu sei que outras virão
Maiores e piores
Difíceis de enfrentar
Mas tenho abrigo certo
Jesus andando perto de mim

Por maior que seja a provação
sei que minha fé não é em vão
Sinto sua mão me proteger.
Nada tenho eu a temer.

A tempestade e a infelicidade enfim passou.
Por fim eu posso descansar naquele que me salvou.

Adriano Estevam e Joe Edman
Os comentários aqui postados podem ser citados desde que se mencione junto o autor - no caso eu - e se coloque junto um link para este site ou o permalink para a página de postagem correspondente.