30 de janeiro de 2006

Novas fotos a caminho!


Ontem aproveitei que Adriano tava por aqui e tirei com a máquina (e que máquina) dele algumas fotos lá em Serra Grande. Essa aí é só uma amostra... daqui a uns dias vão estar no meu Flickr...

27 de janeiro de 2006

Queria

Queria poder prever
Mudanças no tempo
Poder chegar antes
Parar na hora o mundo

Queria poder rever
As coisas com tempo
Poder estar novamente
Nos mesmos lugares

Queria poder sentir
Saber das coisas
Passar por elas
Sem me arrepender

Queria poder não querer
Mas já não faço mais questão
Apenas sigo em frente
E vivo

Joe Edman
em Ilhéus

26 de janeiro de 2006

Vem aí o CD do Gerson Borges

Acabei de receber um email do Gerson Borges dizendo que acabam de me enviar CD "A Volta do Filho Pródigo". Pense na ansiedade que eu estou pra receber e ouvir esta obra de arte inteirinha!

Assim que eu ouvir direitinho vou postar aqui sobre ele. Falar nisso... já tenho tantos CDs pra eu comentar aqui e me falta tempo... mas aos poucos...

Atualização:
O CD chegou em fevereiro e praticamente desde então só tenho ouvido ele. Em breve eu vou postar aqui uma resenha sobre ele... como disse acima... falta tempo!

25 de janeiro de 2006

Em Ilhéus

Cá estou eu em Ilhéus... cidade quase tão antiga quanto Salvador... também gosto daqui. Já morei aqui de 1983 a 1987. Adorava isso aqui. Ainda conheço a cidade inteira por conta daquela época.

Cá estou em outra lan (rodeado de garotos jogando Counter Strike) acessando a net pra tentar localizar meu pai e ficar a par das coisas.

Este mês de janeiro de 2006 me saiu o mais inusitado da minha vida. Nunca um mês de janeiro foi tão efervescente quanto esse. Se fosse resumir janeiro de 2006 numa única palavra: inesquecível!!!

Cá vou eu pra Serra Grande...

24 de janeiro de 2006

Saudades do Futuro (O Tempo 4)

Ví num artigo do site No Mínimo em que o Zuenir Ventura fala de JK e da saudade que acaba se tendo daquela época. Mesmo os que não a viveram...
Olha-se para trás com saudade porque parece não valer a pena o que se vê e se vive hoje. Até os jovens estão com nostalgia, uma nostalgia do não vivido.
Zuenir Ventura
É estranho perceber isto. Gente que não estava aqui ou que era bem pequeno pra lembrar com saudades dos nossos anos 80... até tento entender... será a nossa época tão ruim assim? Pelo que lembro nós também achávamos os anos 80 ruins também... e muito...

Sabe do que eu tenho saudades? Do não vivido também. Mas do futuro. Acho que é daí que vem minha compulsão por tecnologia e gadgets e filmes de ficção. Me encanto com aquelas cenas de rua em Minority Report ou em I Robot ou em tantos outros... até de Star Wars que nem acontece na terra nem no futuro mas que tem toda aquela atmosfera de alta tecnologia...

Acima de tudo tenho saudades do que ainda não me aconteceu... finalmente sinto que meu futuro não está escrito e isso me enche de poder. Renova minhas forças...

20 de janeiro de 2006

Em Salvador

Cá estou em um cybercafé na Barra escrevendo tranquilamente rodeado de gringos, o da direita falando em francês e o da esquerda em italiano enquanto os da frente me parece que falam inglês... enfim... acho isso um barato... nunca quis aprender mas acho a lingua francesa a mais linda...

Ontem foi a formatura de minha irmã. Agora é musicista profissional. Cantora. Muito legal isso. Finalmente acabou e ela está formada. Só quem viu o sofrimento dela pra chegar até aqui é que entende...

Aproveitei também pra fazer uns contatos profissionais por aqui. Conheci um saxofonista que será perfeito pra tocar no meu CD. Se ele topar é claro. Assim que chegar e o ano de 2006 começar - depois do carnaval, leia-se - vou retomar a pré-produção dele. Ainda não desisti.

Quero também descrever a minha surpresa ao deparar com um comentário do próprio Nelson Bomilcar no post sobre o CD Caminhos do Coração. Não sei como ele me encontrou mas que bom... e melhor ainda que bom que ele gostou! Volte sempre Nelson... e grave outros CDs...

Deixa eu voltar a ouvir os altos papos dos franceses aqui do lado...

19 de janeiro de 2006

Caminhos do Coração - Nelson Bomilcar

O que posso dizer deste CD pra resumir o que sinto? Ah! Já sei: Simplesmente um dos melhores CDs lançados nos últimos 30 anos.

A maioria das músicas já é conhecida de quem é iniciado em VPC e afins. Eu só não conhecia 3 das 15 músicas, mas elas já tinha sido gravadas em algum outro CD por aí. O CD é o primeiro solo e autoral de Nelson Bomilcar, mas - ao mesmo tempo e paradoxalmente - é um CD comemorativo de 30 anos da carreira dele.

Ele mesmo fala em uma entrevista que nunca se preocupou em gravar CDs solo e por isso foi pressionado pela família e pelos amigos que não queriam ter que fazer apenas um "CD póstumo". Finalmente ele concordou e levou quase dois anos produzindo esta obra de arte que originalmente segundo os planos dele era pra ser um album duplo mas que por razões de grana mesmo ele optou por fazer apenas um CD simples mas com o máximo de canções que permitisse seu pequeno orçamento. O VPC e a Acorde Produções acabaram se juntando a esta empreitada e deu o empurrão que faltava pro CD sair. Resultado? Perfeito.

O que marca este CD - além da beleza das 15 canções selecionadíssimas e de seus arranjos primorosos produzidos pelo Nelson em parceria com o Thiago Pinheiro (da Acorde Produções), David Lisboa Neto e João Alexandre - são as parcerias escolhidas pelo Nelson pra cantar junto ou pra tocar nas canções. A lista é imensa: Adhemar de Campos (da Comunidade da Graça), Carlos Sider (um dos meus preferidos), Carla Bomilcar (esposa), Daniel Maia (estou conhecendo agora), David Lisboa Neto (grande arranjador de Louvor VII), Elias Loureiro (canta muito), Gerson Ortega (bons tempos do Grupo Semente e Louvor V), João Alexandre, Tirza e Filipe Silveira (estes 3 inseparáveis dispensam comentários), Jorge Camargo (o cara), Maurício Caruso (guitarras), Marinho Andreotti (baixo), Marinho Lemes (bateria), Karen Bomilcar (filha), Thiago Pinheiro (teclados), Gilson Oliveira (percussão), Patrick Peticov (sax), Léo Sider (VPC), Nathan Bomilcar (filho, toca guitarra), Lucitânia (VPC). É muita gente boa junta né? Isso é que faz desse CD um evento.

O encarte também marca muito. Tem uma página central cheia de fotos das sessões de gravação, as fotos das capas foram tiradas em um velho trem e ficaram muito lindas. A arte é primorosa e dá um tom nostalgico, principalmente na foto da capa em que o Nelson Bomilcar aparece segurando aquela velha guitarra Gibson que ele sempre usou desde o inicio da carreira. A parte dos agradecimentos é enorme e pegam 3 páginas inteirinhas do encarte quem tiver paciencia de ler vai se emocionar muito. As letras de todas as canções são comentadas uma a uma pelo próprio Nelson. Resumindo. Uma obra de pura arte. É coisa pra colecionador!

Vale a pena comprar! Uns 3 amigos já me imploraram pra copiar o CD. De jeito nenhum. Quem quiser vir aqui em casa ouvir tudo bem. Pra ter vai ter que comprar. Basta ir no site do VPC e fazer o pedido. O CD chega em casa e você vai ter uma pérola na sua coleção.

Aí estão as faixas do disco:
  1. Alma e Coração (Nelson Bomilcar) - Missões e Adoração III
  2. Somos Convidados (Nelson Bomilcar e Jorge Rehder) - Livre Arbítrio e Louvor VI
  3. Chamados a Pregar (Nelson Bomilcar) - Missões e Adoração III
  4. Cantai ao Senhor (Salmo 96, Nelson Bomilcar) - Louvor IV
  5. Permanecer (Nelson Bomilcar/Nelson Bomilcar e Jorge Rehder) - Adoração Comunitária
  6. Salmo 98 (Nelson Bomilcar e Edy Chagas) - Louvor III
  7. Não a Nós, Senhor (Guilherme Kerr Neto e Nelson Bomilcar) - Louvor IV
  8. Digno é o Senhor (Nelson Bomilcar) - Louvor de Raizes 1
  9. Comtemplação (Nelson Bomilcar e Jorge Rehder) - Sonete
  10. Estamos Aqui para Adorar (Nelson Bomilcar) - ?
  11. Bendize, ó Minh'Alma ao Senhor (Salmo 103/Nelson Bomilcar) - Louvor III
  12. Para Louvar o Teu Nome (Nelson Bomilcar e Daniel Maia) - Louvor de Raizes 2
  13. Sopro de Vida (Nelson Bomilcar/Daniel Maia e Nelson Bomilcar) - Sopro de Vida
  14. Quando se Está Só (Sérgio Pimenta e Nelson Bomilcar) - A Música de Sérgio Pimenta
  15. A Glória Pertence ao Senhor (Nelson Bomilcar) - Louvor VII
Para comprar entrem no site do VPC!

18 de janeiro de 2006

A Vida e o Tempo (O Tempo 3)

E assim segue a vida
Comparsa do tempo
Ela imprevisível e traiçoeira
Algumas vezes deliciosa
Ele implacável e intolerante
Jamais espera ninguém
Por vezes humanos
Amigos algozes
Parceiros perfeitos

Joe Edman
Bom... o que foi feito está feito. O que não foi também... vamos em frente!

17 de janeiro de 2006

Vestibular UESB 3º Dia

Infelizmente não consegui chegar a tempo pra fazer as provas de hoje. Tive problemas aqui que me atrapalharam e acabei perdendo o horário limite de fechamento dos portões. Com isso acabo de ser eliminado deste vestibular. Estou decepcionado... e triste... e irado comigo mesmo... falhei...

16 de janeiro de 2006

Já não devemos mais nada ao FMI

Lula fez um discurso na TV hoje. Falou que a dívida junto ao FMI foi finalmente paga.

Eu nasci ouvindo que devíamos ao FMI. Os programas de humor da época falavam tanto do FMI. Nas ruas, nas conversas informais sobre economia o que rolava era FMI pra cá... FMI pra lá...

O FMI já foi até slogan de campanha política. Quem não lembra do famoso slogan daquele pequeno partido, o PSTU que dizia claramente "FORA FMI"! Pois bem! Do que o PSTU vai falar agora?

Eu fico com pena... o FMI vai deixar uma saudade... já fazia parte do nosso folclore popular... quantas canções foram feitas sobre isso... pobre Juca Chaves...

Ao invés do FORA FMI eu diria agora... ADEUS FMI...

Vá e não volte nunca mais viu meu fí?

Vestibular UESB 2º Dia

Hoje teve História, Geografia e Matemática... é terrível saber que você praticamente não sabe mais nada do que estudou. Aquelas provas do vestibular são dificílimas pra alguém como eu que não pega num livro desde 1992, ou seja, há quase 15 anos.

Mas espero que - ao menos por ter chutado a maioria das questões - eu consiga passar. Queria muito sentir o gostinho de ser um verdadeiro universitário. Gostei da UNOPAR mas não me senti "na universidade" entende? É por aí...

Amanhã vai ser o último dia. Espero que seja melhor. O pior é que não será porque se História, Geografia e Matemática - que eu tive aulas durante o segundo grau - eu fui péssimo. Imagine Quimica, Física e Biologia que quase nem tive professor por mais de duas unidades... acho que vou ter que me contentar com a pré-aprovação no PROUNI mesmo. Vou inclusive correr atráz disso amanhã...

Ó lástima...

15 de janeiro de 2006

Vestibular UESB 1º Dia

Acabo de chegar do IERP onde realizei a primeira etapa das provas de vestibular da UESB. Hoje foi Português, Redação e Inglês (poderia ter sido Francês ou Espanhol). Acho que fiz uma boa prova e uma ótima redação. O tema que escolhi foi "Inclusão Social" que tem tudo a ver com a minha área. Espero passar neste vestibular porque quero muito fazer Sistemas de Informação. Mas não vou desistir de fazer Gestão de Marketing na UNOPAR não ainda mais agora que fui pré-selecionado pelo PROUNI e vou ter bolsa integral. Se passar na UESB, quero fazer os dois cursos simultaneamente. Será que consigo? Acho que sim...

14 de janeiro de 2006

Consola meu Povo - Guilherme Kerr e Jorge Rehder

Agora sim... finalmente eu consegui um tempinho na madrugada e estou aqui ouvindo direito - com direito a encarte na mão e tudo - o CD "Consola meu Povo - Canções do Profeta Isaías" cujas músicas são todas de autoria de Guilherme Kerr e Jorge Rehder. Estava namorando este CD desde que foi lançado mas só pude comprar agora no acampamento. Valeu a pena cada centavo!

Foi produzido por João Alexandre. Arranjado pelo próprio João e seu filho Felipe Silveira. Participam nos vocais - além do próprio João e do Felipe - a Lucitânia Egg Verotti, a Dany Grace (essa eu ainda não conheço), a Tirza Silveira, Ezequiel M. Santos (também não conheço) e o Osvaldo (idem). Solando estão também o Tiago Vianna, a Carolina e a Marina Rehder (filhas do Jorge Rehder), o Nelson Bomilcar, o Carlos Sider e o Gerson Borges. No encarte não diz mas tenho certeza de que quem canta a terceira faixa do CD é o próprio Jorge Rehder. Procurando na net sobre este CD eu encontrei este texto que cito abaixo falando sobre o que o João fez neste trabalho:

João Alexandre é uma espécie de Midas da música gospel. Mesmo quando não está à frente de um de seus discos, ele impõem toda a sua sensibilidade e o grande conhecimento musical que tem. Neste projeto, em que o letrista Gilherme Kerr e o melodista Jorge Rehder convertem em música passagens do livro bíblico de Isaías, João responde pela produção e pelos arranjos de base, de cordas, metais e voz, além de participar como violonista e vocalista. O resultado, como sempre, merece aplausos. Na faixa ‘O Espírito e a Tarefa’, ele mostra porque seu estilo é conhecido como ‘MPB gospel’, já que é evidente a influência dos artistas do Clube da Esquina. ‘Noite Escura e Vazia’ é um baião cadenciado, com show à parte dos vocais – que lembram grandes grupos brasileiros como Quarteto em Cy e MPB-4. ‘Fontes de Água’ tem doses de música latina, como a rumba, e ‘Quem?’ lembra muito o estilo de Danilo Caymmi. ‘Justiça e Salvação’, belíssima canção tanto em letra quanto em melodia, completa os destaques de mais uma obra-prima assinada por João Alexandre, um dos maiores músicos evangélicos brasileiros. (M.P.B.)

Enfim! O que dizer de todos estes monstros? As músicas são simplesmente lindas. As interpretações! Os arranjos são todos belíssimos. Que bom que eles voltaram a produzir coisas boas. Estou impressionado com esta surpreendente volta de cantatas e CDs bem feitos. Que bom...

A faixa que mais gostei? É difícil... mas como gosto muito da voz do Carlos Sider... ponto para a faixa "Quem?". Perfeita! Também gostei da faixa cantada pelo Gerson Borges "Deus de Justiça" a voz dele também é maravilhosa. Foi uma boa surpresa descobrir a música dele em 2005 juntamente com o Tiago Vianna e o Silvestre Kuhlmann.

Aí estão os nomes das faixas do disco:

  1. Consolar (1ª Parte) (Guilherme Kerr e Jorge Rehder)
  2. O Espírito e a Tarefa (Guilherme Kerr e Jorge Rehder)
  3. A Revolta (Guilherme Kerr e Jorge Rehder)
  4. Consolar (2ª Parte) (Guilherme Kerr e Jorge Rehder)
  5. Noite Escura e Vazia (Guilherme Kerr e Jorge Rehder)
  6. Sombras (Guilherme Kerr e Jorge Rehder)
  7. Quem Tem Sede, Vem (Guilherme Kerr e Jorge Rehder)
  8. Vem Celebrar (Guilherme Kerr e Jorge Rehder)
  9. Fontes de Água (Guilherme Kerr e Jorge Rehder)
  10. Flor do Campo (Guilherme Kerr e Jorge Rehder)
  11. O Rei e Eu (Guilherme Kerr e Jorge Rehder)
  12. Quem? (Guilherme Kerr e Jorge Rehder)
  13. Céu da Justiça (Guilherme Kerr e Jorge Rehder)
  14. Justiça e Salvação (Guilherme Kerr e Jorge Rehder/Jorge Rehder)
  15. Um Pacto de Impacto (Guilherme Kerr e Jorge Rehder)
  16. Consolar (Completa) (Guilherme Kerr e Jorge Rehder)
Querem comprar? Entrem no site do VPC!

13 de janeiro de 2006

Distante

Distante como o sol num dia cinza é o meu pensamento
Eu penso e quase não suporto o peso
Eu grito
Mas não escuto a minha voz
Apenas meu coração pulsar
À ansia da solução
Pois a verde esperança
Se tornou folha amarela
Apenas lembrança, um pensamento
Distante mais vivo

Adriano Estevam em 14/01/1992 meio dia
da série do caderno velho

12 de janeiro de 2006

O Ônibus

Nada penso agora
Apenas olho
Tudo passa rápido
E lento
Olho a fundo o fundo
Do mundo
Que enxergo
Tudo isso da janela
Vitrine do céu
Vejo o céu agora
E as núvens
Tão perto
Tão longe
Tão lindas
100% algodão
E o asfalto passa
E as casas, postes
Plantas, ipês amarelos
Tudo passa
Tudo na janela
Passa também um homem
Aqui dentro nada
A declarar
Não vale a pena
Pensar?
Só no que passa
Lá fora
Tudo penso agora
Em nada

Joe Edman em 27/02/1993
poesia encontrada no mesmo caderno velho mencionado no post anterior

11 de janeiro de 2006

A escola

Achei um caderno meu antigo da época de escola com algumas frases na capa. Frases de pensadores que diziam exatamente o que eu achava da escola naquela época. Vejam só:

  • A escola é irrelevante. (Marshall Mcluhan)
  • A escola educa para o absoleto. (Norbert Wiener)
  • A escola não desenvolve a inteligência. (Jerome Bruner)
  • A escola castiga a imaginação criadora e a independência do espírito. (Edgar Friedenberg)
  • A escola está baseada no medo. (John Holt)
  • A desescolarização está, pois, na raiz de qualquer movimento que vise à libertação humana. (Ivan Illich)
  • A filosofia rí daquilo que comumente se considera sagrado. (L. Towards Kolakowski)

Quero deixar claro aqui que sempre adorei aprender e estudar. Sempre devorei os livros da escola assim que os recebia. Não gostava muito da maneira arrogante com que os professores nos tratavam. Com raras excessões é claro!

10 de janeiro de 2006

Viver

Fico pensando em como é complicado - e simples ao mesmo tempo - viver. A vida - que já nos acostumamos a transformar em entidade - parece brincar conosco. Ela - a vida - não é má. Mas nunca se engane com ela. Ela é uma miragem em constante transformação. A cada hora que você olha está diferente.

Tudo que ela oferece tem um preço. Quanto melhor e/ou fácil o que ela oferece mais caro e/ou sofrido poderá ser seu preço. Ela também costuma recompensar bem quem trabalha duro pra conseguir o que quer... mas nem sempre isto é regra devido à sua natureza volúvel. Sempre penso que a vida é um jogo complexo cujas regras não foram totalmente reveladas aos jogadores.

Nem sempre as coisas são como parecem ser. Existe muita ilusão misturada com realidade. Existe muita ficção e mentiras e o que ouvimos das outras pessoas e o que vemos pela mídia... tudo isso confunde e complica ainda mais o jogo.

Mas qual seria a graça se não fosse assim?

9 de janeiro de 2006

De volta...

Caramba! 2006 começou... e bem...

Resumindo... iniciei o ano em Serra Grande... assisti Nárnia e Harry Potter (depois comento aqui)... depois fui pro acampamento...

Acabei de chegar do 64º Acampamento Geral dos Batistas Bahianos em Jaguaquara (já tem fotos lá no Flickr) onde fiquei de segunda a domingo. Fui pra ficar um dia ou dois e acabei ficando até o final. Fui pra instalar meu sistema de controle de congressos e acabei tocando piano, cantando, solando, toquei pra coral e em quase todos os cultos. Fui muito útil. Foi uma ótima maneira de iniciar o ano.

Comprei lá os CDs "Consola meu Povo" de Guilherme Kerr e Jorge Rehder e o "Caminhos do Coração" de Nelson Bomilcar. Vou comentar tudo isso nos próximos posts.

Até lá deixa eu colocar minha vida aqui em dia. Nesta semana tenho vestibular na UESB e na próxima tem a formatura de minha irmã em Salvador.

Tá sendo um início de ano bem atípico por ser agitado. Mas é bom que seja assim. Detesto rotina!

8 de janeiro de 2006

1 ano

Hoje e e Iêda completamos 1 ano de namoro. Temos muito o que lembrar do que aconteceu naquela tarde de sábado quando a convidei pra vir aqui em casa pra assistir ao filme O mistério da Libélula com legendas em espanhol. Depois de muita negociação começou ali um dos melhores anos da minha vida. Voltei a sorrir. A fazer planos. Praticamente voltei a ser humano novamente.

Iêda! Quando ler isto quero que saiba que ainda faz parte dos meus planos. Quero seguir em frente apesar dos obstáculos. Não desisti... espero que você sinta o mesmo...

Parabéns pra nós! E vamos em frente!

5 de janeiro de 2006

Meu Lugar

Essa coisa mais bonita
Festa do sol lá no mar
Estrela de luz infinita
Que o tempo não vai apagar
Minha rima mais perfeita
Meu imã meu coração
Minha paixão indiscreta
Meu ninho é na tua mão
Metade que me completa
Meu pedacinho e meu mundo
Vida repleta de tudo
Esse amor que me escolheu
Meu afã meu eu meu ego
Meu sossego minha irmã
Meu bichinho meu brinquedo
Meu brinco meu talismã
Essa coisa mais gostossa
Teu sorriso em meu luar
Minha canção minha rosa
Meu jardim minha flor
Meu lugar

David Duarte
Toda vez que essa música passava no meu iPod eu pulava. Hoje acabei meio que sem querer... parando pra analizar e descobri uma melodia tão leve e uma letra tão rica... nunca mais vou pular esta canção... esse David Duarte é realmente surpreendente.

1 de janeiro de 2006

Feliz 2006

"As núvens mudam sempre de posição, mas são sempre núvens no céu. Assim devemos ser todo dia, mutantes, porém, leais com o que pensamos e sonhamos..." (Paulo Baleki)
Desejo a todos nós um 2006 tranquilo. Que neste ano os desafios sejam maiores para que possamos nos superar. Que Deus nos dê saúde pra isso. E lá vamos nós...
Os comentários aqui postados podem ser citados desde que se mencione junto o autor - no caso eu - e se coloque junto um link para este site ou o permalink para a página de postagem correspondente.