29 de outubro de 2005

Deus, os humanos e a música!

O Carlos Sider escreveu em seu site numa matéria o seguinte:

"...aprendí que para Deus pouco importa o que estou cantando para Ele, pois Ele não se relaciona com a minha música, mas comigo..."

Confesso que fiquei meio chocado e levei um bom tempo debulhando aquilo. Mas cheguei a conclusão - aqui no meu ponto de vista - que é isso mesmo.

Acho que Deus nos deu um único talento: o raciocínio que permite criar e transformar. O documentário "A Ilha das Flores" de Jorge Furtado diz - com muito humor - que nos diferenciamos de todos os outros animais principalmente pelo "telencéfalo altamente desenvolvido e o polegar opositor". Com este talento criamos a civilização e aí se inclui a música. Deus não criou a música, fomos nós os humanos que a descobrimos e a desenvolvemos. Ela é portanto uma criação divina indireta como tudo mais que criamos.

A música, assim como uma faca ou qualquer outra ferramenta pode ser usada para o que se achar útil. São ferramentas. Por este ponto de vista não faz diferença alguma. Deus está em outro plano, outra dimensão.

A Bíblia diz que não se viu nem ouviu o que Ele tem preparado para nós. Não será música ou nenhuma outra de nossas tecnologias. Deve ser muito melhor porque foi Ele quem criou. Se nós que somos criaturas à Sua semelhança fizemos e continuamos a desenvolver e criar tudo isso, não dá pra imaginar o que encontraremos lá e que saiu de Sua capacidade criativa infinitamente superior .

Eu creio que Ele requer de nós apenas uma conexão direta entre o nosso espirito e o Seu. Ele é graça e amor. Ele nos ama mesmo enquanto assiste a nossas criações acabarem com todas as outras criações dEle e assim preparar nossa própria destruição.

Tudo isso enquanto cantamos lindas canções em Seu Louvor e olhamos para nossos semelhantes procurando diferenças.

(Este texto postado por mim no fórum da comunidade do Orkut "Música Cristã Contemporânea Brasileira")

11 de outubro de 2005

O ócio, o tédio e a vida (O Tempo 2)

Queria sentir mais a vida
perto de mim
Poder ao menos cruzar com ela
as vezes
A vida é meio covarde
ou sou eu

O tédio me invade
e vence
Por vezes se entedia de mim
e se vai
O tédio é meio chato
ou sou eu

O ócio me causa dores
mas fica
Tento me livrar disso
em vão
O ócio não me faz bem
ou sou eu

6 de outubro de 2005

Unificação

Até hoje eu tinha 4 blogs. Sendo 3 deles aqui no Blogger e outro no MSN Spaces. Para simplificar um pouco minha vida - pois dificilmente tenho tempo pra atualizar tanto blog - eu resolvi unificá-los. Comecei obviamente pelo menor, que fala sobre a epopéia de se gravar um CD sem dinheiro. Todos os posts de lá já estão aqui. Para identificar eu coloquei nos títulos de cada post um prefixo "CD:". E vou começar a mover outro blog pra cá. Um que tenho postado poesias de canções antigas minhas e de colegas meus. Espero que goste dos novos conteúdos agregados.
Os comentários aqui postados podem ser citados desde que se mencione junto o autor - no caso eu - e se coloque junto um link para este site ou o permalink para a página de postagem correspondente.