30 de dezembro de 2004

Lições Importantes

  • Talvez nós tenhamos que conhecer algumas pessoas erradas antes de encontrar a pessoa certa para que saibamos, ao encontrá-la, agradecer por esta bênção.
  • Quando uma porta da felicidade se fecha, outra porta se abre. Porém, estamos tão presos àquela porta fechada que não somos capazes de ver o novo caminho que se abriu.
  • O melhor amigo é aquele com quem nos sentamos por longas horas, sem dizer uma palavra, e ao deixá-lo, temos a impressão de que foi a melhor conversa que já tivemos.
  • Ao darmos a alguém todo o nosso amor nunca temos a certeza de que iremos receber este amor de volta. Não ame esperando algo em troca, espere para que este sentimento cresça no coração daquele que você ama. E se isto não ocorrer, esteja feliz por este sentimento estar crescendo em seu coração. Em questão de segundos nos apaixonamos por alguém, mas levamos uma vida inteira para esquecer alguém especial.
  • Não busque boas aparências, elas podem mudar.
  • Só precisamos de um sorriso para transformarmos um dia ruim.
  • Encontre aquela pessoa que faça seu coração sorrir.
  • Há momentos na vida em que sentimos tanto a falta de alguém que o que mais queremos é tirar esta pessoa de nossos sonhos e abraçá-la.
  • Sonhe com aquilo que você quiser, vá para onde você queira ir, seja o que você quer ser, porque você possui apenas uma vida e nela só temos uma chance de fazer aquilo que queremos.Tenha felicidade bastante para fazê-la doce, dificuldades para fazê-la forte, tristeza para fazê-la humana e esperança suficiente para fazê-la feliz.
  • As pessoas mais felizes não têm as melhores coisas. Elas sabem fazer o melhor das oportunidades que aparecem em seus caminhos.
  • A felicidade aparece para aqueles que choram, para aqueles que se machucam, para aqueles que buscam e tentam sempre e para aqueles que reconhecem a importância das pessoas que passam por suas vidas.

Não fui eu quem pensou isto... mas eu concordo com boa parte do que é expressado nestes pensamentos.

27 de dezembro de 2004

Tenho minha missão...

Eu já pensei em desistir, deixar de lado meus ideais e meus sonhos; bater em retirada com o coração amargurado; já senti o peso de estar pra baixo sem ter com quem dividir e solidão mesmo cercado de pessoas; a frustração de falar sem ser notado; e vivendo com a sensação de derrota.

Aquela lágrima teimava em cair justamente na hora em que precisava parecer forte; pedia a Deus um pouco de força, um pouco de luz e a resposta veio... num sorriso, num olhar cúmplice, num telefonema... num convite pra sair, numa conversa... em simples mãos que se tocaram.

E eu insisto em prosseguir, em acreditar, transformar, dividir, estar... ser. E Deus insiste em me abençoar, em me mostrar o caminho; aquele mais difícil, mais complicado... e com certeza o mais bonito. E eu vou insistindo em seguir porque tenho uma missão...

Autor Desconhecido

26 de dezembro de 2004

Decantação

Quando se mexe um copo com água e barro, no início a água fica marrom... mas depois o barro vai se acomodando no fundo do copo... primeiro as partículas maiores, seguidas pelas de tamanho médio, e, por fim, as partículas menores também descem e a água fica cristalina novamente. É um processo tão eficiente que até hoje é usado em larga escala por qualquer empresa de tratamento e purificação de água.

Mas o que basicamente significa isso? Significa dar tempo ao tempo. É o tempo que decanta pois "vence pelo cansaço" as partículas de lama e impurezas da água que perdem a força e vão pro fundo do copo. É o tempo que cura as feridas... e... nossa como ele é eficiente. Eu estou impressionado! Há 50 dias eu não imaginaria minha cabeça como está agora.

Mas o tempo teve ajuda. Não pensem que ele fez tudo sozinho não! Ele teve ajuda de uma pessoa... mas disso eu não vou falar aqui não!

25 de dezembro de 2004

E agora?

O que faço agora que já estou gostando de uma garota? Tenho falado aqui sobre este meu sentimento. Mas não sabia que já estava tão grande e crescendo tão depressa. Tão grande e tão depressa que eu estou com medo. Medo de criar expectativas que não possam ser atendidas, medo de não ser correspondido... nossa esse é o meu maior medo. Acabo de sair de uma relação em que não era correspondido e nem bem entro em outra o trauma já tá batendo na porta.

Mas o que eu posso fazer? Tenho medo de agir. Tenho medo de não agir. Fico num impasse eterno e infindável que acaba por me fazer congelar ante o que devo ou não fazer e o tempo passa... vai passando como um rolo compressor que destroi tudo que encontrar parado na sua frente.

Acho que vou perder esta parada. Acho que já perdi. Mas não vou desistir... ainda não. Quero muito essa garota. Ela é maravilhosa demais... tanto que vou perder meus medos... vencer meus preconceitos... e fazer tudo que precisar pra conquistá-la. Eu quero amá-la. E quero que ela me ame. Chega de ser pessimista... eu devia ter medo mesmo é de ficar como estou... sozinho, triste e chato.

24 de dezembro de 2004

Natal do Capital

O Natal como uma época de relembrarmos e celebrarmos o nascimento de Jesus já não é mais guardado há muito tempo. O que vemos hoje é uma verdadeira festa tão mundana quanto o Carnaval ou o São João onde o que se mostra em toda mídia é como o comércio está vendendo como nunca, que as pessoas tem (note o tom de imposição) que comprar presentes para toda a família senão... senão o que todos vão pensar?

Com certeza vão pensar que você não tem o "espírito do natal", da fraternidade, do amor ao próximo, do despreendimento material e blá blá blá! Pura besteira. Sou contra esta cultura imposta com fins puramente comerciais. Eu até concordo e compreendo que a vida e o emprego de milhares de pessoas dependa diretamente até durante o ano todo apenas desta festa. Entendo que o Natal hoje move uma imensa roda de dinheiro que se parar pode ser um desastre para nosso país e até para o mundo.

Você até pode pensar que isso é desculpa de quem não tem dinheiro ou não quer gastá-lo com inúmeros cartões e presentes para um monte de gente. Pode ser, porque dinheiro pra isso eu mesmo não tenho agora não. Mas saiba que não é isso. Mesmo com muito dinheiro eu não iria me render a esta chama capitalista que visa apenas fazer nosso dinheiro girar aquela imensa roda.

Mas mesmo sem ter dinheiro eu tive que me render... pelo menos um pouco... comprei um presente pra minha filha... mas só porque eu sou um pai babão.. e me rendo agora pra desejar a quem está lendo isso agora um bom Natal...

...mas um Natal consciente de que o que se deve comemorar realmente é o nascimento de Cristo Jesus! Não diria nem comemorar... mas relembrar e agradecer a Deus por nos ter dado Seu único filho por nós.

23 de dezembro de 2004

O que é querer?

Quero uma pessoa. Não sei se ela me quer. Mas o que importa é que eu a quero, e muito. Quero porque ela é uma pessoa maravilhosa. Porque ela me deixa feliz só de estar junto. Porque ela fala coisas que mexem dentro do meu coração modificando até minhas mais sinceras convicções. Porque ela verdadeiramente mexe comigo. Por dentro e por fora e por onde mais você pensar.

Sei que não a amo ainda. Sei que ainda não estou apaixonado. Eu gosto sim. Mas sempre gostei. O diferente agora é que eu a quero. Apenas quero. E pronto. E ponto. Acho que sempre quis. Então eu já estou perdidamente apaixonado?

A resposta é não. Nunca estive mais sóbrio em toda minha vida. Não estou apaixonado. Não é atração sexual. Não é uma fuga. Não é uma artimanha psicológica. Não foi a primeira que achei. Não. Poderia querer continuar livre agora que eu estou livre. Também quero estar livre. Eu quero estar livre com ela.

O que eu sinto é uma imensa vontade de estar com ela. Ouví-la, vê-la e conversar com ela. Quero o som da sua voz no meu ouvido e entrando no meu pensamento, me embriagando com sua sabedoria. Também gostaria de abraçá-la, beijá-la e tudo mais... mas sei que não é a hora... não é o tempo...

Estou alegre por estar sentindo isso e triste por não poder vê-la tanto quanto queria. O problema é que eu queria vê-la quase que o tempo todo. Hoje mesmo a ví... estava linda... com uma blusa rosa... uma maravilha... eu a vejo ou falo com ela pelo menos uma vez no dia... mas é pouco... quero estar com ela... passar horas com ela...

Alguém aí sabe o que é isso?

21 de dezembro de 2004

Do que eu preciso?

Mas afinal, do que eu realmente preciso?

Devo estar definitivamente passando por uma fase realmente terrível porque pra mim nada faz muito sentido. Pra que trabalhar, dormir, acordar, comer, malhar, enfim... viver? Não vejo muito sentido nisso tudo. Embora eu continue fazendo tudo... eu faço tudo mal feito. Trabalho mal, durmo mal, acordo mal, não me alimento bem, malho mal, enfim... vivo mal! Estou a procura do que realmente preciso. Do que realmente importa. Mas o que realmente importa? O que traz sentido pra minha vida?

Tenho falado aqui muito sobre a felicidade. Afinal é o que todos buscam. Ser feliz. Mas como posso ser feliz com tantas coisas ruins que ainda estão grudadas em mim e que frequentemente me remetem a um passado recente que tento esquecer a todo custo? Preciso me livrar, me desgrudar disso tudo... mas como? Eu tento esquecer... quando estou com alguém... não importa... mulher ou homem... amigo ou não... é mais fácil... mas quando fico só aí não tem jeito. Eu lembro, eu sofro... eu fico infeliz.

Estou ficando dependente... não de drogas ou alcool... mas de amigos... de companhia. Que se dane o que eu falei sobre a felicidade. Sobre ser feliz só primeiro... isso é muito lindo... mas até funcionar... Que droga! Eu preciso de alguém... aqui... agora... já! Pra me ouvir... pra fazer cafuné... pra me amar... pra fazer companhia... não quero estar só... é ruim...

No fundo no fundo eu talvez não suporte por muito tempo a convivência comigo mesmo. Esta confrontação com meu "eu" me deixa alucinado. Será que eu me acho tanto um chato que não suporto ficar comigo sozinho por uma noite? Engraçado... quando estava casado... adorava ficar sozinho...

20 de dezembro de 2004

Egoísmo puro!

Hoje eu descobri uma coisa sobre mim que desconhecia... descobri que sou extremamente egoista... como quase todo mundo, só que quando é com a gente a coisa é sempre maior. Penso sempre em mim, mais do que julgava pensar, eu não noto mas quando parei pra analizar, tava lá! Egoísmo puro!

Nos últimos dias passei a desejar uma pessoa, querê-la por perto, estar sempre conversando, se abrindo, ouvindo (pouco porque sou egoísta) e se ela deixasse, até beijando muito. Graças a Deus ela não deixou. E me mostrou o quanto era perigoso tudo aquilo. Me confrontou comigo mesmo e pôs de volta minha cabeça no lugar. Me fez ver que aquilo tudo feito daquela maneira só iria satisfazer minhas necessidades naquele momento e pronto. Quanto a esta pessoa? Eu iria sugar toda a sua energia para suprir a minha carência. E pronto! Quem sabe o que poderia acontecer?

Eu vou me policiar neste sentido preciso estar feliz comigo mesmo pra partir pra algo neste sentido. Quero que o amor me encontre feliz. Não quero tentar encontrar a felicidade através da busca do amor. Já falei sobre isto aqui né?

Pois é isto que vou fazer... e sem deixar de ser egoísta!

17 de dezembro de 2004

Dia terrível!

Tem dias que não eram nunca pra ter existido.

Hoje por exemplo foi um dia destes. Fiz tudo errado desde o início e colhi rápido as conseqüencias.

Não vou nunca entrar em detalhes aqui pois minha intenção não é ter um diário, mas um local onde eu possa partilhar despretenciosamente minhas experiências de vida, se é que isso possa interessar alguém. E se interessar, comentem viu?

O que aprendi hoje mais uma vez foi:

Pense muito antes de falar qualquer coisa, o retorno de algo falado impensadamente é incrivelmente rápido. As pessoas não precisam saber de tudo. Conte o essencial. Não fale o que pode te dar desvantagens futuras. Isso pode ser utilizado como arma contra você a qualquer momento dali em diante. Inclusive imediatamente.

Exatamente! Eu passei um dia de cão só porque perdi uma excelente oportunidade de ficar calado e não fiquei. Mas é bom que eu aprendo.

16 de dezembro de 2004

Divagações...

Sabe quando te dá vontade de não fazer nada?
Quando a simples ação de pensar no que se deve fazer te causa uma imensa preguiça?

Sabe quando você quer mudar o mundo e não faz idéia por onde começar?
Quando você se pergunta em que e se pode ajudar mas parece que você não faz a mínima diferença?

Sabe quando você se sente parte da algo grande mas este algo grande nem nota a sua presença?
Quando você está prestes a descobrir que a grande verdade é não haver verdade alguma?

Pois é! Eu acho que tô assim hoje! Estranho não?

15 de dezembro de 2004

Minha filha e eu

Hoje, como em todas as terças-feiras, minha filha Giullia vem dormir comigo. Espero por este dia cada dia da semana. Antes eu a colocava pra dormir todo dia. Quando me separei senti muita falta disso. De vê-la dormir, acordar, crescer... não foi fácil.

Passou o tempo e eu já me habituei em não vê-la tanto, mas aprendi a saborear cada minuto que tenho com ela. De ver o quanto ela já aprendeu a falar, as palavras novas. Nossa! Como ela é inteligente! E como eu sou um pai babão!

E o que tudo isso tem a ver? Simples! A gente só aprende a "saborear cada minuto" quando passa a sentir falta quando devíamos fazer isso o tempo todo de nossas vidas e em todas as situações, inclusive as difíceis. Uma coisa que aprendi nisso tudo é que até as situações difíceis passam. E depois você olha pra traz e dá risada de tudo aquilo. E lamenta que deu muita importância praquilo tudo. Enquanto isso as outras coisas não eram "saboreadas".

13 de dezembro de 2004

Liberdade

Passei muito tempo preso. Agora que estou livre, ando me perguntando o que fazer com a liberdade. Me sinto ótimo em ser livre novamente. Mas quero amar novamente. Sim. Amar e ser amado. Mas continuar livre. O amor não pode te cortar as asas. O amor não pode te colocar numa redoma para ser exibido como troféu. O amor deve oferecer liberdade ou ele não faz nenhum sentido em existir. O amor procura o indivíduo que se sente bem consigo mesmo, bem resolvido e feliz. O amor procura quem é feliz. Quem busca no amor a felicidade como eu fiz no passado acaba preso numa armadilha difícil de se escapar. O amor não traz felicidade e sim a felicidade é que traz o amor.

4 de junho de 2004

Como é a Vida II

Não ter, não poder e não querer... Indiferente.
N
ão ter, não poder e querer... Determinado.
N
ão ter, poder e não querer... Superior.
N
ão ter, poder e querer... Inevitável.
Ter, n
ão poder e não querer... Inútil.
Ter, n
ão poder e querer... Infeliz.
Ter, poder e n
ão querer... Terrí­vel.
Ter, poder e querer... Maravilhoso.

Joe Edman

21 de maio de 2004

Madrugada

A rede balança
Faz frio
A rua
A cidade
Tudo quieto
O vizinho tosse
A grande porta
De vidro e ferro
Reflete a cidade
A luz do poste
Teima em me perturbar
Vejo formas nas nuvens
Um coelho
Rachando ao meio
No silêncio
Percebo a paz
Reflito
Redescubro
Reinvento
Não há nada
Na madrugada
Mas tudo está lá
Inquietante
Misterioso
O que ela esconde?
Todos dormem
Menos eu
E o vizinho que tosse
Tenho dúvidas
Sinto medo
Frio
Solidão
Queria sair
Andar
Vagar sem rumo
Que nada
Vou dormir
Cansei da madrugada

Joe Edman

2 de maio de 2004

2 anos

Hoje Giullia - meu bebê - faz 2 anos... eu e Fernanda vamos dar uma baita festa daqui a pouco... já está tudo pronto... Giullia tá linda de "Branca de Neve"... eu digiri um vídeo muito legal - fiz lá na "Solução X" - com uma seqüência de fotos e músicas de fazer chorar...

Nem tenho muito o que comemorar... quando a minha filha sim... ela é tudo de bom... eu é que não tô muito legal... quem sabe depois de uma festona eu não melhoro?

3 de abril de 2004

Como é a Vida I

Não ter ou ter... Destino.
Não poder ou poder... Limite.
Não querer ou querer... Desejo.
Não fazer ou fazer... Escolha.

Joe Edman

15 de março de 2004

E disse William Shakespeare

O que vale não é o quanto se vive, mas como se vive. Nossas vidas são traidoras e nos fazem perder o bem que poderiamos conquistar se não fosse o medo de tentar.

13 de janeiro de 2004

A História do Burro

Recebí isto por email um dia destes e resolvi colocar aqui! Espero que isto lhe diga alguma coisa!

Um dia, o burro de um camponês caiu num poçoo e embora não tivesse se ferido não conseguia sair por conta própria. Depois de muito pensar, o camponês tomou uma decisão terrível: concluiu que já que o burro estava muito velho e que o poço estava mesmo seco, precisaria ser tapado de alguma forma. Então chamou seus vizinhos para ajudá-lo a enterrar vivo o burro. Cada um deles pegou uma pá e começaram a jogar terra dentro do poço. O burro não tardou a se dar conta do que estavam fazendo com ele e ficou desesperado. Porém, para surpresa de todos, o burro aquietou-se depois de umas tantas pás de terra que levou.
O camponês olhou para o fundo do poço e se surpreendeu. A cada pá de terra que caía sobre suas costas o burro se sacudia e dava um passo sobre esta mesma terra que caía. Assim, em pouco tempo, o burro conseguiu chegar na boca do poço, passar por cima da borda e sair dali trotando. A vida vai te jogar muita terra nas costas, principalmente, se você já estiver dentro de um poço. Cada um de nossos problemas é um degrau que nos conduz para cima. Podemos sair dos mais profundos buracos se não nos dermos por vencidos. Use a terra que te jogam para seguir adiante!
Os comentários aqui postados podem ser citados desde que se mencione junto o autor - no caso eu - e se coloque junto um link para este site ou o permalink para a página de postagem correspondente.