31 de dezembro de 2005

Balanço 2005

Resolvi fazer aqui um balanço mês a mês deste ano de 2005 que me foi tão bom.

Janeiro: Início de namoro com Iêda, e que início! Muitos filmes juntos, muito namoro, muita conversa, viajamos a Itapetinga para o casamento de um amigo. Janeiro é um mês que é geralmente parado e realmente foi, mas preenchi com muita leitura e muita coisa boa. Janeiro foi muito bom.

Fevereiro: Foi bastante calmo. Os clientes costumam sumir a partir da semana do natal e só reaparecem em março. Pra onde é que eles vão? Quem sabe... Aproveitei pra tentar colocar em dia alguns sistemas que faltava entregar. O sistema do cartório foi um dos que terminei neste mês. Também iniciaram as aulas da minha faculdade de marketing, a UNOPAR. Giullia ficou comigo quase o mes todo... Eu e Iêda sempre juntos... fevereiro foi muito bom.

Março: Foi inesquecível. Viajamos eu e Iêda para Fortaleza em companhia de Adriano e Carmem. Ficamos com eles na base da Jocum durante quase o mês todo. Conhecemos aquilo lá quase tudo. Eles nos alugaram um carro e assim pudemos passear muito. As vezes até sozinhos rodavamos Fortaleza toda. O resultado da viajem foram quase uma centena de fotos que aos poucos estou colocando lá no meu Flickr. Março foi excelente.

Abril: Ai começou praticamente o ano. Fim de férias. Retorno à faculdade. Muita coisa pra colocar em dia. Começa o corre-corre. Sem tempo pra nada. Ganhei minha primeira pendrive (Adriano). Em abril eu contatei o Jorge Camargo e fechamos pra desenvolver o site dele e isso muito me alegrou. Fiquei um pouco deprê e isso não foi legal... mas acontece sempre no mês do meu aniversário. Ganhei muitos presentes. Ví rapidamente o Jr. Boca... grande amigo. Apesar da trabalheira louca, abril foi um bom mês.

Maio: O mês começou com o aniversário de 3 anos da minha filha (veja no Flickr algumas fotos). Também foi um mês muito agitado de trabalho. Se não me engano eu e Iêda viajamos pra Salvador e ficamos entre as casas de Marquinhos (um reencontro de um grande amigo de adolescência) e Iône. Fomos ver o Episódio 3 de Star Wars que eu tava louco pra assistir (vimos 2 vezes por sinal) e nos divertimos muito. Foi um providencial parêntesis para dar uma diminuída na correria daquela época. Maio foi muito bom.

Junho: Festas juninas. Acho que foi a melhor festa junina que já vivi. Nunca tinha curtido esta época como curti junto da família de Iêda. Marquinhos e Iône vieram com as famílias inteiras e eu acabei foi na cozinha fazendo pirão de leite, tapiocas recheadas e outras coisas maravilhosas pra todo aquele povo. Não esqueço nunca do delicioso licor de chocolate que não deu pra quem queria... Giullia também curtiu muito tudo aquilo. Junho foi ótimo.

Julho: De volta ao trabalho. Passei o mês fazendo alterações no sistema de gestão de congressos para levar pra a Convenção Batista Brasileira que ocorreu durante uma semana lá em Itapetinga. Este mês foi todo voltado pra isso. A estada lá foi muito boa. Lá eu conheci o trabalho musical do Silvestre Kullman, do Roberto Diamanso, da Priscila Barreto, do Tiago Vianna e de muitos outros. Lá eu conheci pessoalmente o Senador Magno Malta (que político... ah se todos os outros fossem assim...) e o deputado Walter Pinheiro (esse é da Bahia... e se tava com o Magno é porque também é de confiança). Também passei com boas notas na faculdade. Julho foi muito bom.

Agosto: Mês da mocidade nas nossas igrejas batistas (PIB, a minha e Sião, a de Iêda). Na minha eu não participei em nada. Na verdade durante o ano de 2005 inteiro eu só fui na Igreja Batista Sião. Foi minha primeira apresentação em anos. Cheguei a cantar lá pelo menos umas três vezes durante todo o mês de agosto. Fora a igreja... trabalho... quase não tinha tempo pra mais nada. Na faculdade... tive que trancar por falta de grana. Mas em 2006 eu volto. Agosto foi bom.

Setembro: Foi um mês normal. Com muita correria e muito trabalho. Tivemos nossas primeiras briguinhas de namoro... coisa normal... Jr. Boca veio do Rio e passou um pouco das férias por aqui... conversamos muito. Rodamos muito pela cidade. Foi com ele que furei carter do meu carro... foi um baita prejú de R$ 400... mas foi tudo na paz... aproveitei e coloquei também uma chapa de proteção pro motor. Nesse mês também eu conheci a famosa cachoeira da Frisuba com Iêda... um lugar tão pertinho e que eu nunca tinha me disposto a conhecer. Setembro foi bom.

Outubro: Começou com o aniversário de Iêda. Eu e Giullia minha filha fizemos umas surpresas pra ela e demos vários presentes. Depois a coisa seguiu o curso normal de trabalho. Neste mês eu comecei a estudar os padrões web e abrir minha cabeça pra todo esse novo conceito de desenvolvimento de páginas sem tabelas e com o layout todo em um arquivo de estilos. Um monte de novidades legais pra estudar. Aproveitei e fiz o projeto do site do Jorge Camargo todo já aplicando estes novos conceitos. Vendi o CD Player do carro pra comprar outro e até agora não comprei foi nada. Votei SIM no referendo. Comprei um iPod Shufle. Outubro foi muito bom.

Novembro: À estas alturas já ficamos um pouco mais estressados e já sentia a necessidade de dar uma relaxada na praia. Aproveitamos o final de semana prolongado do feriado da Proclamação da República e viajamos para Serra Grande. Fomos eu, Iêda, Giullia, Tote, Rute e Raquelzinha. No meu Fiat Tipo 2.0 SLX 95 recém saído da oficina. Meu carro bebe que é uma maravilha e eu nunca tinha dirigido em estrada, mas isso não nos impediu de irmos. Tudo correu bem. Reencontrei um grande amigo de infância lá em Ilhéus... o Elias... foi muito legal. A volta de lá é que foi... bom... um dia eu conto aqui o que houve. Novembro foi muito bom.

Dezembro: Este mês foi de muito trabalho. Nesse mês eu fui muito filosófico... não sei porquê. Ganhei minha segunda pendrive (Carlito). No meio do mês eu viajei com Carlito para Barra da Estiva (veja o post). E a partir do dia 20 eu virei sonoplasta do Coral de Jovens da Igreja Batista Sião, o que me fez viajar com eles para o Entroncamento de Jaguaquara, depois para Lafaiete Coutinho e quase houve uma terceira viajem para Itiruçu mas o ônibus atrazou. Apesar de resistir no começo acabei gostando de estar por ali e participar de algo novamente. Também fiquei mais tempo com minha filha... na hora de levar ela pra mãe eu fiquei tão triste... Finalmente encerrei o ano em Serra Grande esse lugar que repôe minhas energias. Como estou aqui em Serra Grande ainda, depois eu digo aqui como foi a viagem. Mas... dezembro foi muito bom.

E a média? Bom. Olhando assim pra traz eu posso dizer que foi o ano mais intenso de minha vida desde que eu tinha 20 anos. Me senti vivo novamente... amando novamente... humano novamente... 2005 foi maravilhoso!

E o seu?

30 de dezembro de 2005

Preparando a Nova Casa II

Acabei de instalar o Wordpress lá no novo endereço, que ainda não pode ser divulgado por não estar pronto. Nem configurei nada ainda está as is. Agora vou arrumar as minhas coisas e me preparar para viajar pra Serra Grande. Fui...

[Update: Acabei desistindo de me mudar daqui! A gente vai se acostumando... e ficando...]

Indo pra Serra Grande

Se tudo correr como planejado eu estou indo pra Serra Grande daqui a pouco e só volto dia 2 de janeiro de 2006. Desejei muito esta viajem. Não sei por que... queria iniciar o ano lá na praia. Aquele lugar me faz tão bem... mas meu carro não estava legal pra viajar... por isso quase que a viajem não dá certo. Ainda bem que foi quase e finalmente está tudo pronto pra irmos... eu, Iêda (minha namorada), Carlito e Cintia.

29 de dezembro de 2005

Jorge Camargo no Sons do Coração

Finalmente o Nelson convidou o Jorge pra uma entrevista no Sons do Coração. A entrevista está muito boa... deixa eu continuar ouvindo aqui... muito legal... se quiser ouvir também clique aqui e curta...

[Update] Entrevista escrita é legal. Mas falada... uma conversa entre amigos. Na verdade um bate-papo. É bom saber que seus heróis são humanos e estão logo ali. A minha vontade de conhecer todos eles é imensa... e vou realizar isto. Ah! Eu vou sim!

28 de dezembro de 2005

Preparando a Nova Casa

Decidi deixar o Blogger. Não porque o Blogger é ruim. O Blogger é muito bom. O melhor que já ví. É sóbrio, simples de usar, de fácil personalização e principalmente... é gratis. E por ser gratis tem naturalmente algumas limitações e é justamente esse o motivo. Começo a sentir falta de alguns features.

Conheci o Wordpress um gerenciador de blogs simplesmente maravilhoso. Depois de fazer muitos testes tomei coragem e utilizei ele no novo blog de Jorge Camargo e o resultado foi muito bom. O Jorge gostou e já está utilizando. Eu também gostei tanto que resolvi eu também passar a utiliza-lo.

Só estava esperando o meu provedor de hospedagem resolver alguns probleminhas técnicos pra iniciar a migração. Parece que finalmente já resolveram tudo. E portanto pelos próximos dias eu vou estar preparando tudo por lá.

[Update: Desisti de deixar o Blogger! Não vale a pena! Não por enquanto!]

26 de dezembro de 2005

Voltar pra Deus

Quem nunca passou por isso não sabe o que é sentir o gostinho de se ter um pai que te ama verdadeiramente sobre todas coisas mesmo você o abandonando de forma tão fria. Esta parábola do filho pródigo é a maior demonstração disso...

Se o meu coração, incircunciso coração se quebrar
E eu voltar pra Deus
Tão quebrantado que não tenha nem palavras
Se eu recomeçar a andar com Jesus
Ouvir sua voz, seguir a Jesus
Cada dia é um novo tempo
E oportunidade de voltar pra Deus

Se o meu coração, incircunciso coração se humilhar
Na verdade é Deus me convencendo
Da miséria do pecado
Se eu abandonar a velha ilusão
De nunca escutar o meu coração
Cada dia é novo tempo
E oportunidade de voltar pra Deus

Volto pra Deus sempre que vejo
O tamanho dessa mentira:
Imaginar a possibilidade de não depender de Deus
Volto pra Deus e esqueço o cansaço
Num abraço que não se esvai
Volto pra Deus cada vez que eu oro
E então chamo, chamo
Chamo, chamo Deus de Pai

(Gerson Borges)
Que música maravilhosa! Parabéns Gerson. Estou ansioso pra lançarem logo este CD. Quero cantar isso muito por aí!

[Update] Acabo de receber um email do site do Gerson Borges informando que o CD chegou. Já vou pedir o meu! Quando chegar e eu ouvir tudinho direitinho eu posto aqui sobre ele.

23 de dezembro de 2005

Verdadeiro Natal

Que a lembrança do nascimento entre nós de Cristo nosso Senhor mais uma vez sirva para alimentar nossas esperanças em ver este mundo mais humano e solidário mesmo eu não sendo tão humano e solidário quanto deveria. Que mais uma vez nos recordemos de tudo que Ele passou por aqui mesmo que nem sempre eu recorde isso tanto quanto deveria. Que toda a mensagem entregue por Ele por meio da própria vida nos faça refletir sempre na Sua graça que sempre é por nós ainda que não mereçamos.

21 de dezembro de 2005

Crer é Também Pensar


Ontem eu passei bons momentos de leitura neste site. Compartilho dessas idéias do José Barbosa Junior que - pra quem não conhece - participou da criação do CD "A Voz dos Profetas" de Arlindo Lima (em breve vou falar aqui tanto deste maravilhoso CD quanto do Arlindo).

Pra descrever este site vou usar as próprias palavras do José Júnior:

Na verdade meu objetivo ao criar o site... era... esclarecer, lançar luz sobre movimentos e idéias estranhas que entraram em nossos arraiais fazendo um enorme estrago e deixando muita gente ferida ao longo do caminho.

Lá eu encontrei, sobretudo na sessão "Música" muito artigo bom para esclarecer nossa igreja nos dias de hoje. Vale a pena conferir. Vou inclusive adicionar o link do site dele aqui numa nova sessão de links. Espero que gostem da dica.

A única sugestão que daria ao querido José Júnior é que ele transformasse seu site em um blog ou que colocasse suporte para RSS que ficaria 10.

19 de dezembro de 2005

Barra da Estiva

Ná última sexta-feira (dia 16 de dezembro) eu fui com Carlito para uma viagem a Barra da Estiva. Ele foi instalar um sistema dele em uma escola e eu fui instalar a rede e aproveitariamos também para fazer novos contatos nesta cidade para tentar realizar futuros negócios.

A viagem foi muito tranquila e divertida apesar da estrada um pouco esburacada até Vitória da Conquista. Fomos ouvindo muita música, um disco de Jack Jonhson depois dois do U2, outro do Queen, e um de Frank Sinatra quando enfim chegamos. Só paramos em um restaurante perto de Anagé para beber alguma coisa. A estrada depois de Conquista está muito boa só que muito pouco sinalizada. Tivemos que parar pelo menos três vezes para perguntar o caminho correto senão estaríamos agora Contendas do Sincorá. Antes de chegar lá passamos por Tanhaçú - por onde passa uma estrada de ferro - e ainda fazia um calorzão terrível. Só foi subir a serra e em menos de uma hora já fazia um frio doido.

Barra da Estiva é uma cidade bem pequena e pacata (pouco mais de 23 mil habitantes), alta (mais de 1100 metros acima do nível do mar) e daí bem fria. Em pleno verão e com o sol a pino faz um frio de louco. Não fosse a distância dos centros e da capital, seria o tipo de lugar onde gostaria de morar. Por aqui tem muitas palmeiras imperiais por toda a cidade. Bem na frente da escola tem uma pracinha muito bonita e com muito verde.

Lá é praticamente o início da Chapada Diamantina, pois fica a 40 kilometros de Mucugê, quem quiser ver fotos é só entrar no meu Flickr. Eu pedi algumas fotos ao dono de uma lan-house de lá. Não levei máquina nenhuma e lamentei isso durante toda a viagem. Uma vista linda montanhas que passam das núvens mesmo ao meio-dia tudo de uma beleza monumental. Foi muito bom ter viajado pra espairar. Gosto muito de viajar. Meu sonho era uma máquina fotográfica na mão e um bom carro com gasolina a vontade pra viajar por este brasilsão inteiro. Tanta coisa linda por aí...

Na volta? Bon Jovi e Coldplay... chegamos bem! Graças a Deus e ao excelente motorista mestre Lito!

1 de dezembro de 2005

Acesso Discado em 2005?

Estava ontem dando manutenção em um cliente e tive que acessar a internet discada pelo computador dele e relembrando os velhos tempos de internet discada com modem e tudo mais. Não é uma época que eu tenho saudades, muito pelo contrário. Não quero voltar a ter somente este tipo de acesso nunca mais. É terrível.

Isso me faz refletir em como nos acostumamos tão rápido a coisas boas e nos esquecemos tão mais rapidamente ainda das antigas formas ou das coisas não tão boas do passado. Outro dia estava em minha casa no meu notebook acessando a internet por banda larga e reclamando que tava lento. É tão fácil assimilar as coisas boas que quando voltamos - mesmo por um momento - ao que tínhamos e que antes achávamos o máximo, nos sentimos totalmente deslocados.

Quem quer mais...
  • ouvir um LP
  • usar um celular daqueles enormes que parecem um tijolo
  • andar a pé depois que compra um carro
  • voltar a usar um monitor de 14 ou 15 polegadas depois dos de 17
  • voltar a usar um monitor de tubo depois que passa a usar um LCD ou de plasma
  • assistir televisão preto e branco
  • assistir um filme em VHS
  • walkman de fita cassete
  • escrever uma carta e enviar pelo correio
  • máquina fotográfica de filme
  • mouse com bolinha
  • programar em Clipper
  • sair pra bater um papo com os amigos na praça
  • _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _

Neste último espaço aí, simbolicamente, inclua os teus antigos costumes que mudaram com a evolução da tecnologia. Simbolicamente, porque na verdade eu espero é que você escreva aí nos comentários.

A idéia mais forte que tiro disso é que nós usamos o presente e o abandonamos sob o nome de passado. Nós aproveitamos - ou não - tanto assim o presente (a benção) que o presente (o tempo atual) é pra nós ou só o utilizamos temporariamente e jogamos fora sem que nada deste presente continue presente (existindo) em nós no futuro? Tá aí a minha divagação de hoje... tudo a ver até com o nome deste blog que significa justamente isso... o tempo passa... aproveite...

Os comentários aqui postados podem ser citados desde que se mencione junto o autor - no caso eu - e se coloque junto um link para este site ou o permalink para a página de postagem correspondente.