30 de agosto de 2005

Estúdio II

Infelizmente, acho que no estúdio Martany talvez não seja possível a gravação da totalidade do meu CD pelo fato do Márcio Borges ter recebido um convite de Val Martins para trabalhar no estúdio dele lá em Vitória do Espírito Santo, minha terra natal.

Mas eu conversei hoje com Hiran Monteiro, meu primo, sobre a possibilidade de se gravar todo ou parte do CD no seu estúdio. Ele concordou e agora temos dois estúdios para isso. Vou dividir as canções entre eles e assim terei melhores condições de terminar o trabalho até mais cedo.

Estou muito ansioso para começar isto logo. E também estou muito feliz por tudo.

22 de agosto de 2005

Escolhendo repertório IV

Após um tempo de muita meditação sobre que repertório utilizar, resolví mexer novamente e alterar as canções que irão para este trabalho. Resolvi colocar 5 canções que não são minhas nem do Novas Criações. Quero gravar uma do Cantor Cristão, a música "Santo dos Santos" de Beto Tavares, tive autorização pra gravar esta canção desde 1997 e nunca pude gravar. Tem também uma bela canção da extinta Banda Siloh de Jitaúna que gravaram no CD "Som Nosso". Vou usar uma música - do meu primo Hiran do Banda de Boca - feita para Missões Estaduais. E também de Missões Estaduais vou gravar a belíssima canção do Pr. Carlos Ichter que é tema deste ano da campanha de Missões Estaduais.

Entre as do Novas Criações a novidade é que todas as 10 canções tem as músicas feitas por mim ou em parceria comigo. Eu quis dar uma prioridade a músicas que tivessem as melhores letras. Letras com conteúdo consiso e poucos modismos. Quis o melhor do melhor. Tem músicas que eu ainda estou lapidando as letras, criando novas estrofes ou tirando estrofes ou frases que disviavam a canção de uma linha de pensamento. Depois eu vou aqui comentar individualmente todas as canções com suas letras e suas histórias mas queria adiantar duas que são novidade nesta lista: a música "Tom" é uma espécie de homenagem a Tom Jobim e a música "Serra Grande" fala de um lugares mais lindos que já fui e onde meus pais tem uma casinha de praia.

Com estas 5 canções de terceiros mais 10 músicas do Novas Criações eu formo as 15 que pretendo colocar neste meu primeiro trabalho. Novamente afirmo que a lista não é definitiva. Posso incluir e/ou retirar qualquer uma a qualquer momento.

Eis a lista:

01. A Boa Semente (Carlos Ichter)
02. Sal e Luz (Hiran)
03. Amanhecer (Marison Barbosa)
04. Santo dos Santos (Beto Tavares)
05. Comunhão (151 CC, Ellen Lakahmi Goreh, Myron Augusto Clark e George Coles Stebbins)
06 - 151. Abrigo (Joe e Adriano) - 1992
07 - 155. Tom (Joe e Adriano/Joe Edman) - 1993
08 - 178 Serra Grande (Joe Edman) - 1996
09 - 180. Sozinho (Adriano Estevam/Joe Edman) - 1992
10 - 065. Cada Dia (Adriano Estevam e Joe Edman) - 1990
01 - 001. Filhos do Trovão (Adriano Estevam e Joe Edman) - 1990
12 - 158. Canção de Pedro (Adriano Estevam/Adriano e Joe) - 1996
13 - 150. Juízos (Adriano/Joe) - 1993
14 - 047. Corações Sedentos (Adriano e Joe) - 1991
15 - 112. Canção do Coração (Esther/Joe Edman) - 1992

Os 3 digitos antes do título de algmas canções são apenas para referencia em nosso livro de canções do Novas Crianções.

14 de agosto de 2005

Vou sentir saudades...

Meu terceiro Dia dos Pais. No primeiro ainda não tinha caído a ficha. No segundo eu tava tão mau que nem lembro o que senti. Acho que não era capaz de sentir muita coisa no estado em que estava. Mas neste... ah... que delícia... tenho uma filha linda que me ama e adora ficar comigo, que cuida de mim apesar de realmente ser eu quem cuide dela. Que mesmo assistindo desenho na TV vem aqui no quarto onde eu estou digitando isto de 5 em 5 minutos e me fala alguma coisa ou me dá um beijo ou de alguma forma quer saber se eu estou bem ou se eu quero água.
Vou sentir saudades das coisas que ela me fala no ouvido mesmo sem eu entender nada direito. Já sinto saudades de quando ela ainda não sabia falar mas tagarelava em uma língua que só ela entendia. De ir buscá-la na escola e ver em seu rosto a alegria quando via que era eu quem tinha ido. Vou sentir saudades dos olhinhos dela brilhando quando eu chamava ela pra passear de moto. Dela brincando de fazer comida do meu lado enquanto eu termino algum programa de algum cliente no computador. Dela fazendo coreografias na igreja enquanto eu toco piano. Das discussões sem fim dela com o meu pai para ver de quem eu era... se filho dele ou se pai dela...
Dela comendo e sujando tudo e sempre derramando o copo de Coca-Cola. Dela insistindo em falar comigo pelo telefone da casa da mãe ou da avó, mesmo que quando eu fale as coisas com ela pelo telefone ela ainda acene com a cabeça pensando que eu a estou vendo e eu do outro lado da linha aguardando uma resposta. Vou sentir saudades até dela chorando e me deixando com dor de cabeça. Dela ficando retada comigo porque eu não quero dar algo ou porque a proibí de fazer algo. Vou sentir saudades dos fins de tardes (eram todos os dias, desde que ela tinha 3 meses até quando ela já estava com 2 anos e meio) em que eu ficava com ela na rede da casa vendo o dia terminar e olhando as formas das núvens...
Digo isso porque eu sei... já sinto... ela tá crescendo... e vai continuar a crescer... e isso vai acabar... por isso eu quero curtir tanto isso... aproveitar cada segundo que eu puder... quero sorver toda essa alegria... essa juventude... vou dar a ela o melhor de mim... quero ensinar ela a cantar... a tocar algo no piano ou no violão... já não faço mais questão de nada... e que eu viva sempre assim... amando e sentindo todo este amor... amor que só quem é pai deve saber o que significa... hoje eu entendo melhor meus pais... suas preocupações, medos, ansiedades e até seus erros... tudo se encaixa melhor... aqui dentro... é isso que nos torna maiores... maduros... é isso que nos eleva o espírito... e nos faz melhores...

4 de agosto de 2005

Uma Tristeza e Uma Alegria

O Orkut é como a vida. Tem gente boa, amigos, conhecidos que não vemos há muito tempo. Lá fazemos amizades. Nos reunimos em grupos de interesses comuns. Discutimos e defendemos teses e pontos de vistas. Recebemos e prestamos homenagens e carinhos. Ficamos sabendo do aniversário de amigos de uma forma que seria impossível até na vida real. Isso é muito bom.
O Orkut é como a vida. Tem gente ruim, mal intencionados, desconhecidos que preferem ficar assim. E sob a máscara do anonimato tentam destruir pessoas, desfazer reputações. Se metem onde não são chamados e criam polêmica. Ofendem. Suscitam a ira e a indignação de todos. Como os terroristas. Isso não é bom.
Um exemplo do que é bom e minha alegria: Fiz uma comunidade do Carlos Sider. Um cantor evangélico de São Paulo que tem uma voz maravilhosa e trabalhos mais do que perfeitos. A minha alegria é que ele acabou de entrar no Orkut e já está na comunidade que criei para ele. Espero que ele interaja por lá. Vai ser uma honra. Minha namorada um dia falou que a melhor homenagem que se presta é pra alguém que ainda está entre nós. Depois que ele parte aquilo não serve mais pra ele.
Um exemplo do que é ruim e minha trizteza: Minha prima Poliana fez uma comunidade para o Jorge Camargo. Outro cantor evangélico também de São Paulo e que igualmente tem uma das vozes mais lindas que já ouvi. Suas composições são maravilhosas e algumas delas estão até no Hinário para o Culto Cristão - o novo Cantor Cristão dos Batistas. Ele também estava no Orkut. Também entrou na comunidade algumas vezes para deixar alguns comentários. Até que um destes terroristas entraram lá e falaram um monte de besteiras. Ofendendo o Jorge de tal forma que ele deixou o Orkut. Espero que um dia ele volte. [Update: Ele voltou em 2006 e já participa novamente da comunidade dele! É muito bom isso! Ah! E a Poliana me passou a mediação da comunidade do Jorge Camargo há um tempo atraz! Hoje mediamos juntos!]
Pois é. O Orkut é como a vida.

1 de agosto de 2005

Um milagre

Não consigo compreender o que Tú vês em mim
Eu não sou o que devia ser
Mas só Tú com amor me livra de meu mal
E me ajuda a seguir
Os comentários aqui postados podem ser citados desde que se mencione junto o autor - no caso eu - e se coloque junto um link para este site ou o permalink para a página de postagem correspondente.