21 de julho de 2005

Tempus fugit carpe diem (O Tempo 1)

Consigo lembrar detalhes
Nos tempos passados
Das minhas infâncias

Consigo ouvir a voz
Dos meus amigos meninos
Das algazarras no pátio
Do futebol na praia
Na hora da aula

Consigo ver a imagem
Meu pai e seus sermões
No púlpito pra todos
No sofá só pra mim
Como se fosse agora

Só não consigo entender o tempo
Que congela em nós as memórias
Com mesma rapidez que envelhece
Tão desapercebidamente
Que ainda nos sentimos jovens

Quero conseguir ser como criança
Por dentro
Sempre

Joe Edman

Um comentário:

ronie disse...

Esqueço vez por outra de algo que seu texto me fez relembrar.

Sou feliz por fazer parte de um reino eterno. Obrigado Deus!

Os comentários aqui postados podem ser citados desde que se mencione junto o autor - no caso eu - e se coloque junto um link para este site ou o permalink para a página de postagem correspondente.