5 de dezembro de 2006

Dependência

É impressionante o quanto minha filha tem criado um sentimento de apego a mim ao ponto de acordar chorando - aos soluços - no meio da noite só porque eu não estou por perto. Isso é bonito e ao mesmo tempo assusta. Preciso meio que entender isto direito ainda. Eu não sei se acho isto bom ou ruim...

Este sentimento - ao meu ver - forte que ela sente por mim. Esta sede de me ter por perto a toda hora seja pra ver um desenho na TV, pra jogar "o jogo do sapo" no computador, pra contar uma estorinha com o gibí da Turma da Mônica deitada na cama ou mesmo pra dormir junto... Será que eu cuido tão bem dela ao ponto de fazer crescer nela esta imensa expectativa tanto que a acostumei mal? Ou será que - pelo contrário - eu não dou a atenção devida e este sentimento é fruto de uma imensa carência causada pela minha falta?

Seja o que for... o que eu tenho aprendido é que não é fácil criar um filho... e que o primeiro filho - eu sou uma prova disto - sofre mais que os outros por ser o "cobaia" do método de criação dos pais. Mesmo porque não há muito como comparar a não ser com os filhos dos outros e isto gera um problema pois os métodos a serem comparados aí já serão diferentes... melhor não tentar.

Espero estar fazendo a coisa certa... morro de medo de entupir esta criança - que Deus (não sei bem porque) colocou em minhas mãos pra criar - de traumas e medos e inseguranças geradas pela minha ausência... ou sei lá pelo quê mais...

Que Ele me ajude... por enquanto não tem falhado... não é do feitio d'Ele...

Um comentário:

ronie disse...

Meu mano, falou tudo!
Tô na mesma que vc (primeira filha)! tempos atrás até postei algo. Ach que acima de tudo Deus usa os filhos pra nos ensinar! E se nós sendo maus procuramos acertar com nossos filhos, quanto mais Deus para conosco.
Filhos são bênção mas... Deus que o diga!
Abraço

Os comentários aqui postados podem ser citados desde que se mencione junto o autor - no caso eu - e se coloque junto um link para este site ou o permalink para a página de postagem correspondente.