19 de fevereiro de 2005

Como menino

Entre o medo eu te conhecí
Perseguido estava quando então Te vi.
Ao longe me esperando.
Tão disposto a me encontrar e abraçar.

Quase o desespero me enlouqueceu.
Ví que o inimigo era o meu proprio eu.
Chorei como menino

Disposto a te encontrar e abraçar.

Corri pra Tí buscando abrigo de todo mal.
Achei a paz e o refúgio pro meu viver
Renascí ao Te ver e te conhecer...
Por te encontrar eu vou viver.


Adriano Estevam e Joe Edman

Nenhum comentário:

Os comentários aqui postados podem ser citados desde que se mencione junto o autor - no caso eu - e se coloque junto um link para este site ou o permalink para a página de postagem correspondente.