10 de fevereiro de 2005

Confiança

Tú és a minha luz, a minha salvação.
A quem eu vou temer, de quem terei temor?
Se estás a me guardar do perigo a me livrar.
És a força minha, a rocha de libertação.

Pois os limpos e humildes te conhecerão
E os puros e os mansos esta terra herdarão.
Que buscar a tua face seja sempre o meu querer.
Te amar pra sempre, seguir-te até morrer.

Adriano Estevam e Joe Edman

Nenhum comentário:

Os comentários aqui postados podem ser citados desde que se mencione junto o autor - no caso eu - e se coloque junto um link para este site ou o permalink para a página de postagem correspondente.